B-ECO: Estimativas de Retorno Esperado para Ação Preferencial e Ordinária


. “A partir da teoria desenvolvida no Capítulo 7 de Mishkin, podemos discutir a formação dos preços de ações que pagam dividendos. Mais especificamente, utilizando as equações presentes no Capítulo, podemos analisar o caso (i) de uma ação retida por apenas um período (que receberá, portanto, o pagamento de somente um dividendo); o caso (ii) … Continuar lendo B-ECO: Estimativas de Retorno Esperado para Ação Preferencial e Ordinária

B-Ecec: As informações e suas influências sobre os preços das ações


. “Ações podem ser divididas entre preferenciais e ordinárias. Ações preferenciais são aquelas que dão aos seus compradores uma parcela da distribuição dos lucros da empresa emissora,parcela do lucro que é chamada de dividendo. Já as ações ordinárias não dão preferência na distribuição dos lucros, mas fazem com que o comprador tenha direito à voto … Continuar lendo B-Ecec: As informações e suas influências sobre os preços das ações

A-ECO: O que esperar do comportamento da taxa de juros nos ciclos econômicos?


. “ A teoria monetária nos diz que a taxa de juros de uma economia é formada assim como qualquer outro “preço”: em um mercado, o mercado de títulos. Onde as escolhas dos agentes são definidas segundo a Teoria do Portfolio, para ativos de curto prazo e em condições de concorrência. A demanda por títulos, … Continuar lendo A-ECO: O que esperar do comportamento da taxa de juros nos ciclos econômicos?

A-Ecec: O CURIOSO CASO DAS TAXAS DE JUROS BRASILEIRAS


. ” A taxa de juros nominal, aquela prometida como remuneração pelo empréstimo de recursos, pode ser fragmentada em duas partes: a taxa de juros real – que resultará na variação do poder de compra – e a taxa de inflação esperada. Nesse sentido, para uma dada taxa de juros nominal, é preciso ter em … Continuar lendo A-Ecec: O CURIOSO CASO DAS TAXAS DE JUROS BRASILEIRAS